VOLUME
Carregando música...

Ultimas notícias Ultimas notícias

10/10/2021 17:27
O BRASIL DO BIZARRO E DO ABSURDO
...
10/10/2021 16:55
O BRASIL DO BIZARRO E DO ABSURDO
...
29/08/2021 13:32
UM PAÍS QUE SANGRA
...
11/07/2021 09:10
Para 63%, Bolsonaro é incapaz de governar o país
Para 63% da população brasileira, Bolsonaro é totalmente incapaz de chefiar o país, diz Data Folha na sua ultima pesquisa.A pesquisa mostra ainda a piora em relação a última pesquisa em maio, que somava 58% os que acreditavam que reunia...

No ar No ar

Fique ligado! Fique ligado!

Não Perca! Não Perca!

Enquete Enquete

Com a volta de Lula ao cenário eleitoral de 2022. Você acredita que haverá 2° turno ou Lula vence Bolsonaro já no 1° turno?
Sim, haverá 2° turno.
(12.20%)
Não haverá 2° turno, Lula ganhará de primeira.
(87.80%)
O período de votação dessa enquete terminou.

Blog do Artemis Blog do Artemis

IBGE - Educa | Crianças | Divisão Territorial

EM ALGUM LUGAR DO FUTURO

            O Brasil terá mais uma história triste para ser contada em livros, escolas, partidos, palestras e até nas calçadas de algum bar ao sabor de uma boa bebida com amigos em volta de uma mesa. Parece que estamos fadados a ter sempre uma história triste, um acontecimento horripilante, um crime sempre mais assustador que o de ontem. Vivemos assim desde que começamos a entender a vida. Hoje vivenciamos mais uma dessas histórias tristes a ser contada aos nossos netos e bisnetos que também nos envergonhará como hoje envergonham tantos pelo mundo a fora, como é o caso da Alemanha de Hitler e a Itália de Mussolini.

Contarão em algum livro, falarão em alguma mesa de bar, no intervalo de uma boa bebida e outra, que em um ano remoto de 2018,  em uma eleição à presidência do Brasil disputavam em um segundo turno, dois candidatos. Um graduado em Direito pela USP,(1985) mestrado em Economia pela USP (1990), doutorado em filosofia pela USP (1996), Professor Doutor do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, Professor do Insper, Subsecretário de Finanças do município de São Paulo, Assessor Especial do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (2003-2004), Secretário Executivo do Ministério da Educação (2004-2005), Ministro da Educação (2004-2012) e Prefeito da cidade de São Paulo (2013-2016) e um militar expulso do exército por problemas psiquiátricos e por planejar atentados terroristas na adutora Guandu e bombas-relógio em vários quarteis no Rio de Janeiro para reivindicar melhores soldos, deputado por mais de 20 anos com apenas 1 único projeto aprovado e cujo programa de governo era eliminar os petralhas e matar pelo menos 30 mil, ganhou o ex-militar, mentor intelectual dos planos terroristas com mais de 57 milhões de votos. As caras e bocas o revirar dos olhos, fisionomias de ceticismo, braços abertos demonstrando não estarem entendendo nada, tomaria conta de todos à mesa. E alguém que tristemente relataria este emblemático episódio da republica, continuaria. Mas não é só isso. Por volta do 16º mês de seu mandato, em uma CPI instalada para apurar suas responsabilidades na compra de vacinas para uma pandemia de covid-19 que o mesmo negava insistentemente não ser absolutamente nada e que era apenas uma gripezinha, embora àquela época já ter matado mais de 500 mil brasileiros, chegaram em uma bela sexta-feira a um depoimento bombástico de que um deputado ousou relatar ao presidente os desmandos e conluio existente na pasta do seu Ministério da saúde na compra de vacinas e ouve do mesmo que isso era coisa de seu líder de governo. Fez-se uma pausa e algumas indagações pairavam nos rostos estupefatos. E o povo? O que fizeram? Saíram às ruas?  Não. Naquele dia triste, o povo ousou despertar para lutar por um novo Brasil, uma nova politica e uma nova ordem para a preservação da tão sonhada democracia.

            O futuro onde esta história será contada, certamente está longe, porém o fato ocorrido, vivemos hoje com a mesma tristeza, com o mesmo ceticismo e com a mesma indignação. Não é mais uma questão de polarização entre ultra direita e esquerda, não é mais disputa política nem pautas ideológicas. A luta agora é pela vida e pela civilização. É entre a verdade e a mentira, é entre o caráter e a ignomínia. Tenho certeza que a verdade vencerá.

A verdade nos libertará.

ARTEMIS ZAMIS