Orgulho dos governos Lula, classe C afunda na miséria

Uma conquista de grande ganho para o país nos governos Lula, a classe C, está sendo devolvida a classe D e E ou seja direto para a miséria. É o que aponta recentes pesquisas conforme reportagem da Folha de São Paulo de Fernando Canzian de hoje, em consequência Covid-19 e das politicas de mitigação da pandemia do governo Bolsonaro (sem partido).

Com a interrupção do auxilio emergencial em dezembro - retomado só em abril, com redução drástica em seu valor -, milhões de brasileiros despencaram direto da classe C para a miséria.

Antes da Pandemia, ainda em 2019, o Brasil contava com cerca de 24 milhões de pessoas na pobreza extrema, ou 11% da população, vivendo com menos de R$ 246 ao mês. Hoje são 35 milhões, ou 16% do total, segundo a FGV Social com base nas Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicilios Continua e Covid-19.

A gigantesca população de baixa renda agora mais pobre, consumirá menos, exigindo menos investimentos e novas contratações de empregados pelo setor produtivo, cita ainda a reportagem.

Por Artemis Zamis

Categoria:Nacional

Deixe seu Comentário